sábado, 24 de novembro de 2012

Anônimos, um brinde!!!

Meus escritores são meninos e meninas, 
que brincam de poema, 
que têm gosto pelas letras não gastas, 
e pelas refeitas, por palavras perdidas, 
por sonhos improvisados numa linha. 
Eles, estes meus amigos, 
são poesia na forma de nuvem, 
na forma de rosa, e às vezes, na de espinho. 
Mas são generosos!! Generosos... 
presenteiam com honrarias, especiarias, 
cuja essência vem da alma. 
Brindam com palavras, 
com discursos que estão no porvir de verbos não conjugados, 
na espera do desassossego. 
Andam com asas... 
Ah estes meus pássaros,
que cantam até quando mudos... 
que espelham...  que espalham pegadas pelo céu...
que carregam o infinito no pedaço branco de papel.


Fassura

Um comentário:

  1. Esse ficou mt interessante!!!!
    tbm só galera da alta né??? rs!!!

    continuemos com as poesias

    ResponderExcluir