sábado, 2 de março de 2013

Nasci semente fecunda
brotei vida
virei flor
meu corpo é toda aveludada pétala
minha alma pólen de amor
Mas tudo isso só se deu
pela lágrima que me choveu
e minha estirpe alimentou





Fassura

2 comentários:

  1. Essa merece um título: "Violet.." ;)
    ass.caçulinha.

    ResponderExcluir
  2. Ai, de uma delicadeza, Thamires!!! Eu fico encantada com a poesia que transborda de seus olhos, pelo o que capturam da vida e de suas mãos, pela arte que têm de nos transmitir tudo isso com as palavras!!!! Gosto muuuuuuito!! rs

    Marcella

    ResponderExcluir